3 min de leitura

Se já chegamos no ponto da virada em que o tráfego por dispositivos móveis superaram os de desktop, então por que as conversões em dispositivos móveis ainda não correspondem à altura?

Isso acontece por que a maioria das lojas online mobile não são focadas em performance, resultando em uma experiência do usuário negativa.

O que podemos ver no mercado é que as empresas que mais tiveram sucesso no canal mobile fizeram isso investindo em aplicativos. Isso porque, esse tipo de desenvolvimento prioriza o desempenho e interação do usuário.

Como, então, escolher a empresa ideal que irá desenvolver um app que atenderá aos requisitos necessários para garantir uma boa taxa de conversão?

Existem dois possíveis caminhos a seguir: desenvolver do zero ou escolher uma plataforma.

Plataforma ou desenvolvimento do zero. Qual é melhor?

Essa é uma daquelas perguntas que não possuem resposta certa. Isso vai depender de quais as suas necessidades, prazos e margem de investimento.

1. Plataformas de criação de aplicativos

Algumas plataformas tem a desvantagem de serem muito engessadas e permitirem poucas customizações. Outras, você possui uma estrutura pré-desenvolvida, mas consegue personalizar tudo e ainda acrescentar funcionalidades exclusivas sob demanda, como é o caso do Mobfiq.

O Mobfiq é uma plataforma White Label que desenvolve aplicativos para e-commerces. Se destacou no mercado pelo desempenho, foco na experiência do usuário e por ser totalmente integrada à VTEX, uma das maiores plataformas de e-commerce da América Latina.

Além disso, possui um dashboard com detalhamento de vendas e personalização prática e instantânea de algumas áreas do app.
[Conheça em detalhes o dashboard do Mobfiq]

 

2. Desenvolvimento personalizado

desenvolvendo do zero, o seu aplicativo será todo pensado para sua marca. Para isso, é necessário contratar uma equipe composta por


Desenvolvedores de sistemas mobile nativos (Android e iOS)

Webdesigners especializados em UX (experiência do usuário)

Desenvolvedores Back-end e Front-end

Equipe de suporte técnico e infraestrutura

Gerentes de Conta ou Coordenadores

Profissionais de atendimento

Nesse caso, o tempo de desenvolvimento e investimento são bem maiores, podendo chegar até dez vezes o valor de contratação de uma plataforma.

Algumas empresas quem tem a tecnologia como core business costumam ter equipes próprias de desenvolvimento. É o caso da Netshoes, Nubank, Uber, Movile e outras.

Dicas

  1. É fundamental ter em mente que nenhum aplicativo terá sucesso sozinho. É preciso trazer sempre novidades, melhorias e funcionalidades relevantes para conseguir manter os usuários engajados.
  2. Tenha um canal específico onde os usuários possam reportar erros ou reclamações. Assim, você saberá o que pode ser otimizado no app.
  3. Acompanhe de perto os números do seu app: vendas, usuários ativos, abandono de carrinho, telas mais ou menos visitadas, etc. Uma plataforma com acesso rápido e fácil a essas informações ajudará a entender os pontos fortes e fracos do aplicativo.

Independente do caminho a ser tomado, tenha em mente que, desenvolvendo do zero ou escolhendo uma plataforma, alguns pontos não podem deixar de ser considerados para seu app:


Facilidade de comunicação entre o cliente e marca

Design alinhado à navegação sem fricção (UX + UI)

Simplificação da jornada de compras

Ter utilidade para os usuários, auxiliando nas atividades diárias

Oferecer vantagens e ofertas exclusivas para os seus usuários

Ser relevante o suficiente para o usuário manter ele instalado

Conclusão

Ter um app significa investir tempo e dinheiro em uma tendência que vem crescendo exponencialmente. Lembre-se que um aplicativo não é um plus, mas uma necessidade.

Hoje, mais da metade de todo o tráfego online é mobile (smartphones) no Brasil. E só no terceiro trimestre de 2017 as transações por esses dispositivos aumentaram em 51%.

Mesmo que a compra não tenha sido finalizada pelo app, a intenção de compra começa com as buscas feitas pelo celular.

Por isso, pesquise bem qual a melhor solução para o seu negócio antes. Não poupe esforços na hora de se dedicar ao seu desenvolvimento e, posteriormente, a sua manutenção.

Conheça melhor o Mobiq.

Veja também: Infográfico sobre o comportamento do consumidor online.