6 exemplos de como as empresas estão usando Beacons.

4 min de leitura

Empresas estão usando Beacons para se relacionarem melhor com os seus clientes. Veja abaixo 6 exemplos de como elas estão fazendo isso para inspirá-lo a como usar essa tecnologia.

A tecnologia não para de avançar e novos dispositivos surgem a cada momento. Um deles que vem se destacando muito por suas diversas aplicabilidades é o Beacon.

Os Beacons são pequenos dispositivos que enviam um sinal específico de Bluetooth, chamado BLE – Bluetooth Low Energy. Esse sistema utiliza 16 vezes menos bateria e não necessitam de pareamento.

A grande vantagem dos Beacons é conseguir localizar onde os usuários estão de maneira mais precisa, oferecendo um conteúdo contextualizado de acordo com o local que ele está.

Entenda melhor o que é o Beacon e como ele funciona neste artigo.

Esses dispositivos são capazes de trazerem para o mundo offline algumas funções que até então só eram possíveis no mundo virtual. Uma delas é a mensuração de dados. Saber a quantidade de visitantes nas lojas, criar mapas de calor, ver quais produtos são mais pegos da prateleira, etc.

Além disso, os Beacons têm um valor não só comercial. São uma ótima ferramenta para se comunicar e se relacionar com o seu cliente.

Contudo, eles não são úteis somente em lojas. Algumas marcas e empresas estão usando eles de diferentes maneiras e é isso que veremos agora, um a um. Mas esses são apenas alguns dos exemplos.

  1. Parque Shopping, em Belém, PA.

O shopping do grupo Aliansce adotou a tecnologia para saber não somente quantas pessoas estão entrando, mas QUEM são e O QUE estão buscando. Isso porque a Bconext – implementadora dos Beacons no Parque Shopping – tem integração com a DMP Boostbox, que tem o registro da intenção de compras de usuários na internet.

Tanto o Boostbox quanto a Bconext são produtos da empresa de tecnologia Fulllab.

Ou seja, quando uma determinada pessoa entra no shopping, o Beacon sabe quem é essa pessoa e quais as últimas coisas que ela pesquisou para comprar online. Dessa forma, é possível enviar uma mensagem para esse cliente com um cupom de desconto de um item que ele tem interesse, direcionando essa pessoa para uma compra em uma loja. E isso é só UM exemplo de como o Shopping está usando essa tecnologia.

Entenda melhor esse case do uso de Beacons no Parque Shopping nessa matéria completa.

  1. Waze Beacons

O aplicativo de navegação está usando Beacons para solucionar um dos maiores problemas que os motoristas enfrentam: perda de sinal em túneis.

Muitas vezes, motoristas acabam seguindo por uma rota errada, pois perderam a saída que ficava logo depois do túnel. O sinal de internet foi perdido e demorou para voltar e atualizar a localização de GPS. Com os Beancons, a empresa pretende extinguir a chamada “Cegueira em Túneis” (livre tradução do inglês “Tunnel-Blindness”). Além de ajudar nas rotas, isso ajuda a informar se houve algum acidente nesses locais e diz com mais precisão o tempo de viagem com informações do trânsito.

  1. Restaurantes

Alguns restaurantes estão usando Beacons em suas estratégias para atrair os clientes. É o exemplo de um restaurante japonês que tem um dispositivo instalado na porta e que envia uma notificação push com alguma promoção, como um Temaki grátis em compras a partir de um valor.

Como no caso dos shoppings, a ideia é criar atrativos para os clientes que já estão perto do seu estabelecimento.

  1. Facebook Beacons

A rede social mais popular do mundo também desenvolveu uma tecnologia própria para ser usada com os Beacons. Eles estão integrados diretamente com o app da rede social, enviando mensagens, convidando o usuário a curtir a página do estabelecimento que ele acabou de entrar e a fazer check-in no local.

  1. Nivea

Sim, a marca de protetor solar fez uma campanha na qual usava beacons em pulseiras para que pais não percam seus filhos de vista. A pulseira-beacon vinha em uma página de revista para ser destacada. Ai os pais colocavam nos pulsos dos filhos, baixavam o app da Nivea, cadastravam a pulseira e determinavam o raio limite que a criança poderia ir. Caso a criança ultrapassasse a distância máxima estabelecida, o responsável recebia um alerta pelo celular.

  1. Aeroporto Internacional Tom Jobim, no RJ (Galeão)

Desde as Olimpíadas, o Galeão no Rio já usa beacons instalados pelo aeroporto. Com o aplicativo RIOGaleão instalado no celular, é possível ver onde ficam os guichês das companhias aéreas, restaurantes, lojas e outros. Além disso é possível traçar rotas e ver as informações e status dos voos. Em contrapartida, a administração do aeroporto consegue coletar dados e informações dos passageiros.


Como dito anteriormente, os Beacons têm uma capacidade de realmente alavancar as os seus negócios. Só precisa estar alinhado à proposta do seu negócio e às suas estratégias.